sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Músicas de protesto

Como nos tempos atuais as músicas com letra de protesto estão ficando raras. Fiz uma seleção das melhores músicas de protesto do passado, mas que nem por isso deixam de ser atuais.  Não estou aqui avaliando a ideologia vinculada à música, mas sim o seu conteúdo. Ai vai:

Polícia – Titãs

Essa música é uma crítica direta a polícia. É bem interessante pelo fato de ter uma letra relativamente pequena, mas com um conteúdo tão grande.

“Dizem que ela existe
Pra ajudar!
Dizem que ela existe
Pra proteger!
Eu sei que ela pode
Te parar!
Eu sei que ela pode
Te prender!
Polícia!
Para quem precisa
Polícia!
Para quem precisa
De polícia”

Veraneio vascaína – Aborto Elétrico 

Outra crítica a polícia neste caso mais voltado para o abuso de poder por parte dos policiais. Eu imagino o choque que foi ouvir essa música nos anos 80.  

“Se eles vêm com fogo em cima, é melhor sair da frente
Tanto faz, ninguém se importa se você é inocente
Com uma arma na mão eu boto fogo no país
E não vai ter problema eu sei estou do lado da lei”

Assim Assado – Secos e Molhados

A crítica ao abuso de poder, racismo e homicídio são os temas que embalam a letra desta música.

“Mas guarda belo não acredita na cor assim
ele decide o terno velho assim assim
porque ele quer o velho assado
porque ele quer o velho assado
mas mesmo assim o velho morre assim assim
e o guarda belo é o heroi assim assado”

Cálice – Chico Buarque/Gilberto Gil

Dispensa comentários. Simplesmente a melhor entre as melhores letras de protesto.  Chico e Gil conseguiram se munir de metáforas e ambigüidades para falar de um dos tópicos mais característicos da ditadura militar no país que foi a censura.

“Como beber
Dessa bebida amarga
Tragar a dor
Engolir a labuta
Mesmo calada a boca
Resta o peito
Silêncio na cidade
Não se escuta
De que me vale
Ser filho da santa
Melhor seria
Ser filho da outra
Outra realidade
Menos morta
Tanta mentira
Tanta força bruta
Pai! Afasta de mim esse cálice”

Perfeição – Legião Urbana

Essa música contém todo o descontentamento em relação á um país e a uma sociedade. E em minha modesta opinião inclui também um pouco de crítica pessoal. Essa é definitivamente uma música atemporal.

“Vamos celebrar
A estupidez do povo
Nossa polícia e televisão
Vamos celebrar nosso governo
E nosso estado que não é nação
Celebrar a juventude sem escolas
As crianças mortas
Celebrar nossa desunião”

Bom gente, espero que vocês tenham gostado. Assim que em selecionar mais músicas de protesto vou fazer a parte 2 deste post.

6 comentários:

  1. Menino,
    Que fantástico!
    Amei as músicas e o blog. Estou te seguindo.
    Compartilhei no Twitter e no Face.
    Te espero no Travessia.
    Valeu!
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. Convite aceito e noticias seguidas,
    abçs e sucessos!!!!

    ResponderExcluir
  3. Eu sei! Mas se eu for colocar todas as músicas de protesto vai ficar um post gigante. Prefiro dividir em várias partes, sem contar que eu não quis repetir o mesmo artista.
    Abraço e obrigado pelo comentário

    ResponderExcluir
  4. Essa Cálice caiu na minha prova de portugues da uerj auhuheuahe e de certa forma ficou marcada na minha vida

    ResponderExcluir